EcoFotos | Viaje pelo mundo da fotografia

Como escolher uma nova bike

abertura-ecofotos1

 

Hoje em dia eu arriscaria dizer que é muito mais difícil escolher uma bike do que um carro. Pelo menos, as opções de marcas e modelos são muito mais numerosas nas bikes.

Escolher uma bike é como escolher um terno, você precisa experimentar vários até achar o que melhor lhe veste. Pode ser ainda que você não encontre nenhum terno pronto que lhe agrade e terá que fazer um sob encomenda. Isso também é possível numa bike. Começe escolhendo um quadro, adequado a sua estatura, e adicione os componentes.

Bem, mas vamos começar do início. Antes de mais nada você precisa saber qual será o uso de sua nova bike. Será para passeios curtos no parque aos domingos ou encarar longas trilhas com obstáculos ou ainda participar de competições. Outro fator importante é quanto pretende gastar, pois os preços podem variar de R$ 300 à R$ 50.000, sem exageros. Obviamente os preços mais altos são para bikes de uso profissional.

 

Podemos dividir as bikes atuais em duas grandes categorias: mountain bike ou speed. Na primeira categoria estão as bikes mais robustas, com pneus largos, com suspensão dianteira e até trazeira, para uso em estradas de terra ou trilhas. A segunda tem uso exclusivo em asfalto, sem suspensão e com pneus finos são otimizadas para velocidade. Dentro desta categoria ainda há subdivisões dependendo do esporte: triatlo, enduro, etc…

 

Mas o foco principal de minha série de matérias será voltado para os iniciantes em mountain bike. Estas, podemos dividir em 3 subcategorias: rígidas, hard tail e full suspension.

Rígidas

 

bike-rigida2

Elas praticamente sumiram do mercado e são bikes que não apresentam suspensão nenhuma. Atualmente até mesmo os modelos mais baratos apresentam pelo menos a suspensão dianteira. Elas foram as precursoras do mountain bike e foram rapidamente substituídas pelas hard tail devido ao conforto que proporcionam. Mas ainda existem excelentes bikes de segunda mão que podem ser adquiridos a preços bem interessantes.

 

Hard Tail

Bike suspensão dianteiraEsse nome vem do inglês rabo/calda dura, ou seja, tem suspensão apenas dianteira. Essas são as mais comuns no mercado e atendem a maior parte das necessidades. A suspensão dianteira traz um grande conforto, pois minimiza o impacto nos braços. As marcas top de linhas tem excelente suspensão aliadas a baixo peso e boa performance. Veremos em outras matérias os diferentes tipo de suspensão e como escolher a que melhor se adapte às suas necessidades.

 

Full suspension

Bike Full SuspensionComo o nome diz tem suspensão nas duas rodas e são bikes com muito mais conforto. Os modelos mais simples tem suspensão de mola e são para uso urbano. Porém as top de linhas possuem suspensão complexas que podem ser manuais ou automáticas. Nas manuais é você que determina que hora ela deve atuar e nas automáticas o relevo é detectado e a suspensão reage de acordo com a necessidade. Essas bikes normalmente são mais caras e pesadas que as hard tail. Obviamente as top de linhas conseguem o máximo de conforto e performance com menor peso. Porém, como tudo na vida, tem seu preço.

 

Bom, para adquirir uma nova bike, minha recomendação fica entre a hard tail e full suspension. Se seu uso estará mais para os passeios de final de semana nos parques você encontrará muitos modelos hard tail interessantes na faixa de R$ 1.000 à R$ 3.000. Já para as full suspension, considere o início na faixa dos R$ 7.000.

 

Certamente você encontrará preços menores, mas se pretende não passar nervoso, ou ficar a pé no caminho pense em investir um pouco mais. Os modelos básicos encontrados em supermercados e lojas de departamento deixam muito a desejar em qualidade e performance. Procure boas lojas de bicicletas onde os vendedores tenham interesse em lhe vender um produto adequado às suas necessidades.

Iremos falar em detalhes sob suspensão em uma matéria específica. Na próxima trataremos da escolha do tamanho do quadro da bike. Até lá.

 

 

 

Participe! Comente aqui