EcoFotos | Viaje pelo mundo da fotografia

[SP] P.E.Intervales – Muitas cavernas e natureza

O Parque Estadual Intervales tem 49 mil hectares e situa-se em cinco municípios: Ribeirão Grande, Guapiara, Iporanga, Eldorado Paulista e Sete Barras. A fundação Florestal, órgão vinculado à Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, administra o Parque e desenvolve vários programas: visitação pública, vigilância, pesquisas científicas, integração regional e parceiras com prefeituras, cooperativas e outros órgãos.

:::

Confira a galeria de fotos dessa viagem


Você também pode ajudar a cuidar desse patrimônio. Durante sua visita, lembre-se que o objetivo do Parque é preservar a vida que existe dentro de seus limites. Descubra a beleza das paisagens, mas mantenha o Parque como você o encontrou. A natureza agradece.

Aqui você vai conhecer um dos mais belos e significativos trechos protegidos de Mata Atlântica do País, com suas cachoeiras, rios, cavernas, vales e diversas espécies de fauna e flora, inclusive muitas ameaçadas de extinção.

Declarada como Reserva da Biosfera pela UNESCO devido à sua importante contribuição para a preservação dos recursos naturais e da diversidade biológica do planeta, a vasta região de Intervales forma ainda o continuum ecológico de Paranapiacaba, juntamente com as unidades de conservação vizinhas – Parque Estadual Carlos Botelho, Estação Ecológica do Xitué e Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira.

Hospede-se na natureza

O Parque Estadual Intervales oferece várias alternativas de hospedagem, o charme do ambiente rústico aliado a todo conforto, com direito a sala de estar com lareira, sala de televisão, piscinas, parque infantil, quadra de esporte, campos de futebol e cancha de bocha. O parque pode alojar até uma centena de pessoas em apartamentos de três a seis leitos. É como sentir-se em casa num ambiente natural: você dorme confortavelmente e ainda acorda ao som dos passarinhos.
O restaurante serve refeições caseiras preparadas com capricho. As hortaliças são cultivadas no próprio Parque, sem agrotóxicos. Os visitantes que não quiserem pernoitar também poderão ser atendidos no restaurante. Se preferirem, uma área de piquenique localizada na beira de um dos lagos, com quiosques, churrasqueiras e sanitários, pode receber até 40 pessoas por dia.
O Parque oferece também espaços para realização de convenções e reuniões técnicas e áreas de lazer, com lareiras para as noites de inverno e mesas para jogos de salão.

Como chegar

A sede do Parque Estadual Intervales fica a 25 quilômetros de município de Ribeirão Grande. Este trecho se dá por estrada de terra bem conservada. Partindo de São Paulo, são 270 quilômetros até a entrada do Parque. O melhor acesso é pela Rodovia Castelo Branco (SP-280) até Tatuí, depois pela Rodovia SP-127 até Capão Bonito e pela Rodovia SP-281 até Ribeirão Grande, onde são encontradas placas indicativas. Na chegada ao Parque, encaminhe-se à recepção, onde você receberá mais informações. Seja Bem-vindo e tenha um ótima estada!

O que você pode apreciar no Parque Estadual Intervales

A maior riqueza do Parque é a natureza e caminhar pela mata é uma atração espetacular. Intervales oferece várias possibilidades de programações aos visitantes. São trilhas que levam a cavernas, mirantes e cachoeiras, com diferentes graus de dificuldade. Você pode observar planta, flores, aves, e ocasionalmente outros animais. Os visitantes são divididos em grupos, sempre acompanhados por monitores de campo. Os roteiros dos passeios são definidos pela administração do Parque e saem da sala dos monitores as 9h30min e 14h30min.

Trilha auto-guiada

Na região da Sede do Parque e oferecida uma trilha auto-guiada que propicia ao visitante a oportunidade de caminha livremente. A trilha Caminho dos Lagos, Espia e do Palmito está sinalizada, indicando a direção do percurso. Faça o trajeto com calma, observe sempre muito bem o chão por onde estiver andando, não saindo do caminho já definido. Não fume e não jogue lixo na trilha.

Caminho dos Lagos/Espia/Palmito

No início do percurso observe o Morro do Cruzeiro, com seus bancos e altar, construídos em 1973, formando um igreja a céu aberto. O cruzeiro está no alto do morro desde a década de 50. Antigos moradores dizem que as pedras do altar foram retiradas de uma barragem construída pelos jesuítas no rio Cedreira, formador de ambos os lagos. Esta barragem tinha como objetivo desviar o curso do rio para exploração de ouro. Durante o trajeto, observe como são abundantes as rochas calcárias, principalmente nas margens do lago antigo, formado em 1953, através da construção da barragem.

Esta região é rica em cavernas, a maioria delas relacionadas às rochas calcárias. No ponto final desse lago, você vai caminhar por uma pequena trilha que dá acesso a uma construção inacabada da década de 70, conhecida como Castelo de Pedra. Depois, o caminho vai levar você a uma torre de madeira de 10 metros de altura, de onde se tem uma visão geral da vegetação. A torre comporta apenas 20 pessoas de cada vez. Da Espia, você pode seguir pela trilha do Palmito.

Durante o trajeto, observe a Capela de Santo Ignácio de Loyola, onde periodicamente celebram-se missas. A capela foi construída em 1974, mas a estátua, doada pelos padres do Colégio São Luís (SP), é do final de 1800. Você vai passar também pela Casa do Artesão – onde era confeccionado o artesanato local – e por um viveiro de palmitos. Depois, é so passar pela estação Meteorológica e pelo Relógio de Sol e retornar ao ponto de partida, a Monitoria.

Normas gerais para visitação

  • Os passeios só podem ser feitos com o acompanhamento dos monitores do Parque, com exceção da trilha auto-guiada.
  • Não jogue lixo no chão, nas ruas, trilhas ou cavernas. Utilize os recipientes indicados para depositar o lixo. Separe o lixo reciclável (papeis, plásticos, latas, vidro) dos restos de comidas.
  • Não arranque folhas, flores, frutos e sementes das plantas.
  • Não escreva nem desenhe em pedras, cavernas, árvores ou em móveis e utensílios do Parque.
  • Não quebre nem retire nada das cavernas. Tome cuidado especial com as formações, os espeleotemas.
  • Observe os animais a uma distância que eles considerem segura. Não maltrate os animais.
  • Não fume nas trilhas.
  • Evite buzinar.
  • A velocidade máxima permitida é de 30 Km/h.
  • Não utilize aparelhos sonoros em alto volume.
  • É proibido nadar nos lagos.

O que levar

A região está situada a 860 metros de altitude. O clima é frio e úmido em grande parte do ano. Para maior comodidade, é aconselhável que você coloque na bagagem roupas confortáveis, agasalhos, botas ou sapatos fechados para caminhadas e visita a cavernas (lembrando que você vai trocar de roupas e sapatos várias vezes), capa de chuva, lanterna, uma pequena mochila, boné ou chapéu, repelente e medicamentos pessoais. O parque oferece serviço de lavanderia.

Para reservar

Somente serão aceitas reservas antecipadas. As diárias incluem o pernoite, as programações de passeios e três refeições – café da manhã, almoço e jantar.

Texto extraído do Catálogo do Parque
Fundação Florestal
Secretaria do Meio Ambiente

Parque Estadual Intervales
Ribeirão Grande: (15) 3542-1511 e 3542-1245
São Paulo: (11) 6997-5000

Leia os 7 Comentarios sobre esta viagem

Angela Queiroz disse:
23/09/2010

Olá gostaria de parabenizálos pelo site e pedir uma informação.Tenho uma turma de amigos de 12 pessoas,e estamos interessados em passar um final de semana no parque.Gostaria de saber sobre o valor,quais os serviços inclusos e como faço para reservar.
Desde já obrigada!
Abraços.

ecofotos disse:
25/09/2010

Olá Angela
Obrigado pela visita, mas para informações terá que ligar no parque. Faz muitos anos que estive lá.
Abs

Ismael Rezende da Silva Jr disse:
08/01/2011

Olá aos amantes da Natureza!

Estive em Intervales recentemente (janeiro/2011) e gostaria de parabenizar o pessoal aí do parque, especialmente o guia Luis, vocês aí são nota dez. Além da organização e das deliciosas refeições, é claro: cavernas, mirantes, cachoeiras, trilhas em matas primárias,observação de pássaros… Fora o conforto da pousada Pica-Pau.

Uma abraço a todos em Intervale e espero voltar o mais rápido possível!! Prof. ISMAEL – Indaiatuba (SP)

Adilson Marques disse:
22/08/2011

SAUDAÇÕES, PRETENDO VISITAR O PARQUE ESTE MÊS, GOSTARIA DE SABER SE TEM MUITA VARIEDADE DE PASSÁROS PARA FOTOGRAFAR E QUAIS AS POUSADAS QUE EXISTE NO PARQUE.
ATENCIOSAMENTE.
ADILDON MARQUES

ecofotos disse:
31/08/2011

Olá Xará
Posso te garantir que tem muiiitos pássaros por lá. Porém, faz muito tempo que fui e não tenho info das pousadas. Tente ver no próprio site do parque ou no google.
Abs

Karol Vechine disse:
22/02/2012

Oii tambem me interessei muito pelo parque intervales, pretendo programar uma visita com uns amigos durante tres a quatro dias e gostaria de saber os valores da hospedagem e saber se tem local para acampamento como camping…e como fazer as reservas?
obrigada desde ja…

ecofotos disse:
02/03/2012

Oi Karol

Para isso recomendo que visite o site do parque, eu apenas estivá lá há muitos anos.
Abs

Participe! Comente aqui